4ª Edição do Prémio EM Curtas apresentado a estudantes de cinema

A sessão para apresentação do Prémio EM Curtas, promovido pela Novartis e pelo Instituto do Cinema e do Audiovisual (ICA), decorreu na passada quinta-feira e contou com a presença de alunos de cinema de vários pontos do país e de Henrique Luz Rodrigues, Presidente do Infarmed, em representação do Ministério da Saúde.

“A esclerose múltipla é uma doença que tem tido grandes ganhos nos últimos anos, graças à investigação científica e à descoberta de medicamentos com menos efeitos adversos. Este evento, visa ligar a arte e o doente. Transmitir através do cinema o que cada um sofre, é algo importante e necessário. O Ministério da Saúde e o Infarmed continuarão a prestar o apoio contínuo na aprovação de novos tratamentos e na farmacovigilância, deixando a porta aberta para iniciativas semelhantes”, afirma Henrique Luz Rodrigues, Presidente do Infarmed.

Ana Costa Dias, Vice-presidente do ICA explica que “Trata-se de uma iniciativa que o ICA tem o maior prazer em apoiar, contribuindo, de uma forma positiva para o conhecimento da doença e formas de lidar com a mesma. O desafio lançado às escolas não tem unicamente por objetivo a produção e realização de um filme, mas também o estudo e a reflexão sobre a doença. Apesar de existirem prémios para as melhores abordagens técnicas e artísticas da temática, consideramos que todos os projetos que vierem a ser selecionados serão vencedores pelo interesse manifestado em conhecer, debater, aprender o que é a EM, como conviver com a doença e sobretudo sensibilizar a sociedade”.

Luís Rocha, Diretor de Relações Institucionais da Novartis destacou que “Foi surpreendente a quantidade e qualidade das curtas que se candidataram ao prémio nas edições passadas. É interessante ver como os alunos de cinema mostram leituras artísticas diferentes da doença. Faz todo o sentido olhar para essa realidade e perceber como as pessoas a vivem. A Novartis deseja grande criatividade nos trabalhos que vão concorrer este ano e é com grande expectativa que aguarda pelos resultados”.

As candidaturas à 4.ª Edição do Prémio Curtas – Esclerose Múltipla, uma iniciativa dirigida a estudantes das áreas do cinema e audiovisual ou amadores com o gosto pela área cinematográfica, que queiram fazer uma curta-metragem e documentar como é viver com esclerose múltipla, estão abertas até ao final do dia 28 de abril de 2017. Os vencedores serão conhecidos por altura do Dia Mundial da Esclerose Múltipla, que se assinala a 31 de Maio.

O júri desta edição é composto por Mário Gabriel Bonito, representante do ICA; Cristina Campos, Diretora Geral da Novartis; Gonçalo Galvão Teles, realizador português; Teresa Tavares, atriz portuguesa; Joaquim Pinheiro, médico neurologista; e representantes das três Associações de Doentes com Esclerose Múltipla: ANEM, SPEM e TEM.

 

Pin It on Pinterest