Detenção pela prática dos crimes de furto, de burla informática e de acesso ilegítimo

A Polícia Judiciária, através do Departamento de Investigação Criminal da Guarda, identificou e deteve, em cumprimento de um mandado de detenção judicial, o presumível autor dos crimes de furto qualificado, de burla informática e de acesso ilegítimo, ocorridos em finais de maio de 2016, na zona da Covilhã.

O suspeito, munido de chaves falsas, introduziu-se, durante a noite, na residência da vítima de onde furtou dinheiro e um cartão bancário, através do qual, ilegitimamente, fez compras e levantamentos em dinheiro.

O detido, de 42 anos de idade, já com antecedentes por crimes da mesma natureza, vai ser sujeito a primeiro interrogatório judicial.

Pin It on Pinterest