“Nunca recebi dinheiro de ninguém”, diz Sócrates

José Sócrates disse hoje à entrada no Departamento Central de Investigação e Acção Penal (DCIP), em Lisboa, para onde se deslocou para ser interrogado no âmbito da «Operação Marquês», que que está a ser alvo de uma campanha “maldosa e difamatória”.

O interrogatório ao ex-primeiro-ministro, que está indiciado por corrupção, fraude fiscal qualificada e branqueamento de capitais, deverá incidir sobre os negócios da Portugal Telecom e transferência de vários milhões de euros do Grupo Espírito Santo para o empresário Carlos Santos Silva.

“Nunca recebi dinheiro de ninguém”, afirmou o ex-primeiro-ministro aos jornalistas quando questionado sobre se recebera 18 milhões de euros do ex-presidente do BES, Ricardo Salgado.

É a terceira vez que Sócrates é interrogado pelo Ministério Público (MP). Faltam quatro dias para o prazo anunciado para a conclusão do inquérito.

Pin It on Pinterest