“Cartas da Guerra” triunfa em noite de grandes emoções

O filme “Cartas da Guerra”, do realizador Ivo M. Ferreira, foi o grande vencedor dos Prémios Sophia 2017, tendo arrecadado 9 das 21 estatuetas atribuídas pela Academia Portuguesa de Cinema.

Numa noite emocionante que contou com a presença de mais de mil convidados, entre os quais muitas figuras de relevo do cinema nacional, houve tempo para homenagens, momentos musicais, muita alegria e algumas lágrimas.

A apresentação da Gala coube à atriz Ana Bola que, pelo segundo ano consecutivo, partilhou o palco com atores, realizadores e membros da Academia.

Um dos momentos altos da noite foi a homenagem ao ator Ruy de Carvalho, a quem foi atribuído o Prémio Mérito e Excelência pelos seus notáveis 75 anos de carreira.

Os momentos musicais ficaram a cargo de grandes nomes da música portuguesa contemporânea, como Tiago Bettencourt ao piano, Cesar Mourão e Miguel Araújo, João Tempera e Lúcia Moniz, Sérgio Godinho e Filipe Raposo, que de alguma forma estavam associados aos filmes nomeados.

Também não foi esquecido o 60ª aniversário da RTP, que mereceu destaque nesta gala cujo tema central foi “Cinema e Televisão”.

Para o Presidente da Academia, Paulo Trancoso, “A quinta edição dos Prémios Sophia foi mais uma prova de resistência do cinema português e do seu papel inequívoco na divulgação da nossa cultura”.

Os Prémios Sophia 2017 contaram com uma extensa lista de patrocinadores que inclui o ICA – Instituto do Cinema e Audiovisual, a Nos Audiovisuais, a Joalharia Anselmo 1910, a Gedipe, Planar, o programa do Governo “Portugal Sou Eu”, a RTP, a Cinemateca Portuguesa, a IT People, a Garage, a Digital Mix, a Light Film, Raposo, Sá Miranda & Associados, a agência de comunicação Jervis Pereira, o Notário Pedro Nunes Rodrigues e José Pinto Ribeiro Fotografia.

Pin It on Pinterest