“AZ-RAP: Filhos do Vento” estreia no Festival Tremor

A realidade pouco conhecida da cena hip-hop dos Açores, com ramificações aos EUA, é o tema central do documentário “AZ-RAP: Filhos do Vento”, uma produção Red Bull Media House. A antestreia é dia 4 de abril durante a abertura do Festival Tremor, na vila de Rabo de Peixe, em São Miguel, Açores. No dia 8 será a estreia nacional inserida no programa do último dia do Festival Tremor, em Ponta Delgada. Dois dias mais tarde o filme abre-se ao mundo em redbull.pt.

Há um outro lado da cultura açoriana que não aparece nos postais turísticos do arquipélago e que nasceu como uma forma de expressão das comunidades populares mais underground das ilhas de São Miguel e da Terceira, com expressivas ramificações aos Estados Unidos da América. O retrato do hip-hop aqui nascido e produzido e o caráter singular de uma cultura com identidade sonora muito própria são o tema central do documentário “AZ-RAP: Filhos do Vento”.

Este filme tem uma duração de 21 minutos e conta uma história intensa repleta de contrastes, entre as paisagens idílicas e a realidade crua de bairros considerados problemáticos – como é o caso de Rabo de Peixe.

Para ilustrar esta expressão cultural são chamados vários protagonistas, um conjunto de rappers – incluindo o lendário Sandro G – que revelam a insularidade como fonte de inspiração e os próprios elementos que moldaram a história e a vivência dos açorianos como força motriz da criação.

A antestreia do documentário “AZ-RAP: Filhos do Vento” está marcada para dia 4 de abril durante a cerimónia de abertura do festival, na vila de Rabo de Peixe. A estreia nacional está agendada para dia 8, na despedida da edição deste ano do Festival Tremor, em São Miguel, Açores. Dois dias mais tarde, a 10 de abril, o tema abre-se para o mundo com uma estreia global em redbull.pt.

Pin It on Pinterest