Inicio da Empreitada de Reabilitação Estrada Porto Santo

O Governo Regional já iniciou a intervenção de reabilitação de diversos troços das ER 120 e ER 260 no Porto Santo. Esta intervenção por empreitada é complementar a outras inseridas na metodologia desenhada pela SRAPE/DRE para reabilitação e conservação das estradas do Porto Santo, similar à que ocorre na Ilha da Madeira, no sentido de adequar as melhores soluções a cada uma das realidades encontradas.

Temos desta forma as seguintes abordagens:

• Administração direta, utilizando os recursos humanos e máquinas próprias da DRE (ou alugadas)

• Empreitada de Conservação, onde se estabelece um contrato de conservação corrente

• Empreitada normal, para casos onde se justifiquem intervenções de fundo.

No caso do Porto Santo, depois de uma intervenção direta anteriormente realizada em alguns pontos, iniciou-se na semana passada esta empreitada.

A empreitada de “REABILITAÇÃO DE PAVIMENTOS DE DIVERSOS TROÇOS DA ER 120 E ER 260 – PORTO SANTO” tem como principais objetivos a beneficiação e recuperação de diversos troços de Estradas Regionais no Porto Santo, com vista a permitir melhorar as condições de circulação viária.

A intervenção nestes troços da ER 120 e da ER 260 perfaz uma extensão total com cerca de 16,5 Km, tendo um troço início no Penedo do Sono e fim no Ribeiro Cochinho e outro na Rotunda junto ao Cemitério (ER 260 – Sítio das Casinhas) e fim no entroncamento da ER 120 com a ER 261, ao Sítio do Dragoal.

Alguns pavimentos da rede viária regional do Porto Santo apresentavam-se bastante degradados, o que tornava bastante difícil e incómoda a circulação rodoviária ao longo dos mesmos, contrastando com as reais necessidades de uma ilha que está em franco desenvolvimento, e que aposta fortemente na vertente turística. Como é sabido, as vias rodoviárias e a sua conservação assumem um papel fundamental no desenvolvimento de qualquer zona.

A reabilitação dos pavimentos deste troço permitirá um aumento significativo das condições de conforto e segurança na circulação, não só para veículos como também para peões, dado que está já em execução a reconstrução dos passeios ao longo de cerca de 2.180 metros, entre a rotunda do Penedo do Sono e a Cidade, uma vez que os mesmos se encontravam degradados.

Assim, o objeto da empreitada é a reabilitação dos pavimentos, reforço do sistema de drenagem de águas pluviais ao Sítio das Pedras Pretas e sinalização horizontal e vertical para reposição das condições de circulação rodoviária naqueles troços, nomeadamente entre o Porto e o Sítio da Barroca e entre a Cidade e o Ribeiro Cochinho, entre as Casinhas e a Serra de Fora, entre a Serra de Fora e a Camacha e entre a Camacha e o Sítio do Farrobo.

A empreitada tem um custo de 1 678 000,00 €, já visado pelo Tribunal de Contas, sendo financiada pelo Fundo de Coesão Nacional, devendo ficar concluída num prazo de 12 meses.

Pin It on Pinterest