´Parque de Ciência e Tecnologia da Terceira será plataforma de aceleração de empresas de base tecnológica e científica’

O Diretor Regional da Ciência e Tecnologia afirmou ontem, em Angra do Heroísmo, que o Governo dos Açores está a apostar na criação de “um conjunto de novos instrumentos de financiamento às empresas açorianas e no apoio a projetos empresariais de caráter inovador”.

Bruno Pacheco, que falava na abertura do workshop ‘Empreendedorismo de Base Tecnológica: Valoração do Conhecimento’, destacou, nesse sentido, “a importância da Rede de Incubadoras de Empresas dos Açores, que irá permitir desenvolver empresas de base tecnológica”.

Na sua intervenção, perante uma plateia de alunos e investigadores da Universidade dos Açores, salientou que o trabalho do Governo Regional se reflete também na “aposta na criação do sistema de apoio ‘Vale de Incubação’, destinado ao financiamento de novas empresas ‘start-ups’”.

Bruno Pacheco destacou a importância do empreendedorismo para “o crescimento e a riqueza da Região”, defendendo o desenvolvimento no arquipélago de “processos de incubação de empresas”, bem como a criação de ‘spin-offs’.

O Diretor Regional afirmou que este encontro, organizado pela Associação Parque de Ciência e Tecnologia da Ilha Terceira, promove o empreendedorismo de base tecnológica e a inovação como “vias para o rejuvenescimento do tecido empresarial dos Açores e a competitividade das empresas regionais, através da diversificação de produtos e serviços e da valorização dos recursos endógenos”.

Nesse sentido, frisou que o Executivo açoriano está a “estreitar a ligação” entre o TERINOV – Parque de Ciência e Tecnologia da Terceira e o polo da Universidade dos Açores nesta ilha. “Esta é uma excelente oportunidade para dar a conhecer as áreas de ação do futuro TERINOV, nomeadamente as indústrias culturais e criativas associadas às tecnologias”, disse, referindo que este Parque de Ciência e Tecnologia terá “capacidade para acolher empreendedores com ideias de negócio inovadoras, fazendo um acompanhamento desde a conceção até à primeira abordagem ao mercado”.

O workshop ‘Empreendedorismo de Base Tecnológica: Valoração do Conhecimento’ enquadra-se no projeto EmpreendeBTec1, que visa fomentar o empreendedorismo nos Açores, promovendo o TERINOV como plataforma para o desenvolvimento do empreendedorismo de base tecnológica, com especial enfoque nas áreas da agricultura, agroindústrias e agroalimentar”.

Segundo Bruno Pacheco, esta é uma forma de incentivar a criação de ‘start-ups’ tecnológicas e de ‘spin-offs’ académicas, ou seja, a criação de novas empresas a partir de organizações universitárias.

Pin It on Pinterest