Mais Porto Santo denuncia situações de miséria

O líder do Movimento de Cidadãos Mais Porto Santo, António Castro está preocupado com as condições de vida de algumas famílias da ilha. A pobreza – miséria em muitos casos – e o desemprego são duas realidades que António Castro, candidato à presidência da Câmara, conhece bem, ao ponto de se questionar sobre o que tem feito a Segurança Social, e demais serviços competentes, para minimizar a realidade em que vivem muitos agregados familiares.
Só para dar um exemplo, na casa a que se reportam as fotografias, vive um casal com quatro filhos. Os pais, diabéticos, não têm recursos para comprar a medicação de que necessitam. Devido à doença têm muitas dificuldades visuais.

Além disso, os quatro filhos têm problemas do foro psiquiátrico com necessidade de recorrer, com alguma frequência, aos serviços da Casa de Saúde de São João de Deus.
Como esta família muitas outras do Porto Santo atravessam momentos de grande dificuldade. Os parcos rendimentos e o desemprego estão na origem da maioria destas situações, que é preciso combater com medidas concretas e sem falsas demagogias.
Além das políticas de emprego, de saúde e de educação, que são importantes para a estabilidade dos indivíduos, é fundamental não esquecer a justiça e a equidade que qualquer família necessita para a prossecução do seu bem-estar e para que possam ser respondidas todas as suas necessidades básicas.

Pin It on Pinterest