Presidente do Brasil livra-se de processo no Supremo

O Presidente do Brasil, Michel Temer, obteve na madrugada de hoje o apoio de mais de metade dos 513 membros da Câmara dos Deputados para arquivar a denúncia de corrupção, no âmbito da mega-investigação Lava Jato, que podia levar à sua destituição.

De acordo com a contagem final, 227 deputados votaram contra o arquivamento da denúncia, 19 faltaram e dois abstiveram-se. Eram necessários 300 votos para que avançasse o processo contra Temer.

Nas últimas semanas, o Presidente brasileiro concedeu verbas e negociou cargos públicos com os partidos da sua base aliada para tentar demonstrar que, além de sobreviver, mantém o apoio da maioria e a força necessária para governar.

Segundo a Constituição brasileira, quando um Presidente é acusado de um crime comum o julgamento deve ocorrer no Supremo, mas o processo só poderá ser aberto se a Câmara dos Deputados autorizar.

Pin It on Pinterest