Nordeste vai ter novo centro para divulgar ‘boa gestão’ florestal

O Secretário Regional da Agricultura e Florestas, João Ponte considerou que o futuro Centro de Divulgação Florestal em Santo António Nordestinho, na ilha de São Miguel, representa mais um contributo para dar a conhecer a “boa gestão” que está a ser feita da Floresta nos Açores.

“Este centro vai ter como função principal explicar todo o trabalho que está a ser feito em termos de aproveitamento da madeira e também dos benefícios que esta intervenção resulta para o equilíbrio da própria floresta e do trabalho responsável que temos feito”, afirmou João Ponte, na apresentação do projeto, que decorreu segunda-feira à noite no Centro Cultural Padre Manuel Raposo, na freguesia de Santo António Nordestinho, no concelho do Nordeste.

O governante destacou que este projeto, que prevê recuperar uma antiga casa do guarda florestal e anexos, liga o Turismo ao Ambiente e à Agricultura, esperando-se que venha a ter impacto na economia local de um concelho que tem sido “um bom exemplo de aproveitamento da riqueza que a madeira pode dar”.

O concelho do Nordeste, onde se encontra uma das maiores manchas florestais do arquipélago sob gestão do Governo Regional, tem sido um “macro” laboratório no que se refere à Gestão Florestal sustentável, tendo sido a primeira área pública no país a obter a certificação da sua gestão pelo sistema do FSC (Forest Stewardship Council).

João Ponte destacou que a madeira de criptoméria tem sido alvo de múltiplos aproveitamento nos últimos anos, desde móveis a casas de madeira e mais recentemente foi utilizada na construção da prancha que está a ser utilizada no projeto “Kitesurf Odyssey”, que pretende ligar por via marítima os Açores ao continente português na modalidade de kitesurf.

O Centro de Divulgação Florestal é um projeto ambicionado há vários anos pela comunidade local, prevendo João Ponte que a obra comece em 2018, uma vez que o financiamento está garantido através de fundos comunitários.

“A minha presença aqui é desde logo para firmar um compromisso de que este projeto é para avançar”, vincou o governante, acrescentando que o projeto está na fase de estudo prévio e corresponde ao pretendido pelo Governo Regional, Câmara Municipal do Nordeste e Junta de Freguesia de Santo António Nordestinho.

Além de divulgar todas as operações de gestão ativa que estão a ser feitas na floresta, o projeto prevê, também, a criação de uma zona de estacionamento, uma cafeteria e a construção de um mirante em criptoméria.

Na mesma zona, a Câmara Municipal do Nordeste tenciona aproveitar um barracão existente para instalar um Centro de Apoio ao Trail-Run e BTT.

João Ponte desafiou a autarquia a utilizar criptoméria para renovar a sinalética turística do concelho, que tem vários acessos à Reserva Natural do Pico da Vara, o ponto mais alto da ilha de São Miguel com 1.105 metros de altitude, desde logo através da freguesia de Santo António Nordestinho.

O Secretário Regional da Agricultura e Florestas anunciou, ainda, que na atual legislatura, serão realizadas obras de beneficiação no caminho que dá acesso à casa do guarda de Santo António Nordestinho.

Pin It on Pinterest