Abate de bovinos nos Açores para consumo local continua a crescer

Os bovinos aprovados para abate nos Açores e destinados ao consumo local, entre janeiro e agosto de 2017, representam 48,2%, ou seja, mais 300 animais abatidos do que em igual período de 2016, informou hoje a Secretaria Regional da Agricultura e Florestas.

Os dados oficiais, já remetidos aos parceiros do setor da carne e referentes à evolução do número de abates, indicam que ocorreu um crescimento de 1,5% quando comparados os resultados alcançados nos primeiros oito meses deste ano com o período homólogo de 2016.

Desde 2015 que o número de animais aprovados para consumo local na Região tem vindo sempre a crescer, sendo que este ano, comparativamente com 2015, o aumento é da ordem dos 15%.

Estes indicadores resultam do trabalho desenvolvido pelos produtores açorianos ao nível da genética e melhoria do acabamento dos animais.

O aumento do número de turistas que visitam os Açores também tem contribuído para o crescimento do consumo interno de carne, algo que é muito animador devido ao impacto direto que tem na economia regional.

Para o Governo Regional o investimento já realizado e em curso na rede regional de abate, a par dos mecanismos de apoio ao abrigo do POSEI, impulsionaram este setor para novos níveis de competitividade, estimulando mais os abates no arquipélago e a exportação de carcaças e de carne já embalada.

Durante a presente legislatura, a rede regional de abate ficará concluída e requalificada, dotando, assim, a Região de uma rede de abate modernizada e com capacidade de resposta às exigências cada vez maiores do mercado consumidor.

Relativamente à exportação de bovinos, entre janeiro e agosto de 2016, totalizou 55,7%, enquanto que no mesmo período deste ano atingiu 51,8%, isto equivale a uma variação negativa da evolução 2016/2017 de 13%.

Pin It on Pinterest