Marinha contribui para estudo científico nas ilhas Selvagens

O NRP Douro regressou hoje, dia 12 de setembro, ao Funchal após ter terminado a missão de acompanhamento do navio científico Yersin, às Selvagens tendo realizado 87 horas de navegação.

Durante a missão, o navio deu apoio no transporte e desembarque dos cientistas e respetivo material, nas várias ilhas e ilhéus das Selvagens. Devido à limitação de meios do navio Yersin, que apenas dispõe de embarcações de casco rígido, não lhe era possível efetuar o desembarque no entre as rochas da Selvagem Pequena.

A versatilidade dos meios orgânicos do patrulha Douro permitiu não só dar apoio às operações de mergulho nos baixos a norte do Ilhéu de Fora, mas também permitiu o desembarque, em segurança, na Selvagem Pequena, para o estudo da nidificação da enorme comunidade de aves marinhas naquela ilha.

No dia 10 de setembro, a missão concentrou-se na Selvagem Grande, tendo sido realizados diversos mergulhos a Oeste da Baia das Cagarras, e o estudo do regresso aos seus ninhos das cagarras ao por do sol.

No final do dia 10 a “Monaco Explorations” reconheceu e elogiou o singular apoio prestado pelo navio patrulha da Marinha em missão na região Autónoma da Madeira, tendo sido fundamental para o cumprimento da sua missão.

 

Pin It on Pinterest

Advertisment ad adsense adlogger