Aumento da proteção face à morosidade na Ásia Pacífico

Nove em cada 10 empresas na Ásia Pacífico experimentaram, no último ano, atrasos no pagamento das faturas dos seus clientes B2B, de acordo com o mais recente Barómetro de Práticas de Pagamento divulgado pela Crédito y Caución. Para proteger o seu negócio dos atrasos nos pagamentos, 33% das empresas adotou ações corretivas dos seus fluxos de caixa.  Apesar disso, a preocupação com o aumento do período médio de cobrança cresceu significativamente entre os fornecedores da região.

Apesar da desaceleração e do reequilíbrio da economia chinesa, as previsões apontam para que o PIB da Ásia cresça 5,8% em 2017. No entanto, este forte crescimento não afeta a região de forma igual. Países como Indonésia ou Singapura revelam alguma vulnerabilidade. Pelo contrário, a Índia assumiu a liderança do crescimento global.

De acordo com o estudo da seguradora de crédito, 45% do valor total das faturas B2B na região entram em mora. A principal causa para o atraso no pagamento por parte dos clientes domésticos, indicada por 44% das empresas, é a insuficiência de fundos disponíveis. No caso dos clientes estrangeiros, a principal razão para o atraso é a complexidade dos procedimentos de pagamento. A taxa média de incumprimento nas operações B2B situa-se nos 2,1%. As principais razões são a falência (47%), a excessiva antiguidade da dívida (36%) e a impossibilidade para localizar o cliente (35%).

“Em 2018 prevê-se que o PIB global cresça 3.0%. Apesar desta perspetiva positiva para a economia global, é essencial ressaltar que o aumento do protecionismo, a pressão monetária e a evolução da economia chinesa ainda em curso podem elevar a incerteza que enfrentam as empresas. Isto poderia ensombrar as previsões globais de insolvência, debilitar a confiança das empresas, o investimento e os gastos em consumo. Tendo isto em consideração, o principal objetivo de qualquer empresa deve ser a proteção do fluxo de caixa”, afirma o chief market officer da Atradius, Andreas Tesch.

Pin It on Pinterest