Mais cirurgias e mais consultas realizadas no primeiro semestre de 2017

O Serviço de Saúde da Região Autónoma da Madeira divulgou os dados do acesso aos cuidados de saúde relativos ao 1º semestre de 2017.

Mais cirurgias em 2017

Destaca-se o aumento de 7 por cento no número de cirurgias realizadas no bloco operatório no 1º semestre de 2017 comparativamente ao mesmo período do ano passado, o que corresponde a mais 225 cirurgias realizadas.  Estas cirurgias são por norma as mais urgentes e mais complexas.
Na pequena cirurgia também se verificou um aumento de 113 por cento em comparação com o período homólogo.
Relativamente à atividade cirúrgica realizada em programa adicional de recuperação de cirurgias destaca-se entre Janeiro e Junho a realização de 837 cirurgias com um impato de 14 por cento na redução da lista de espera.
Acresce a esta informação, que no que respeita às cirurgias realizadas a crianças efetuaram-se 611 cirurgias entre Janeiro e Setembro deste ano, das quais 326 encontravam-se em lista de espera.

Menos Atendimentos no Serviço de Urgência do HNM

No primeiro semestre de 2017, verificou-se uma redução na ordem dos 8% no número de atendimentos no Serviço de Urgência do Hospital D. Nélio Mendonça (HNM), em comparação com o período homólogo de 2016.
Esta diminuição é justificada pelo aumento do número de serviços disponibilizados pelos diferentes serviços de saúde do SESARAM, nomeadamente maior número de consultas nos centros de saúde e mais disponibilidade de consultas ao nível hospitalar.
O Serviço de Urgência do HNM integra as áreas da Medicina, Cirurgia, Ortopedia, Pediatria e Ginecologia / Obstetrícia. A destacar a redução verificada ao nível das falsas urgências (doentes triados com cor verde e azul).
Mais consultas realizadas no HCF
No primeiro semestre de 2017 realizaram-se mais consultas em comparação com o período homólogo de 2016. Contabilizaram-se 132 861 consultas médicas de especialidade, um aumento na ordem dos 1,4%.

Aumento de doentes internados

O Hospital Central do Funchal (inclui Hospital Dr. Nélio Mendonça e Hospital dos Marmeleiros) dispõe de 747 camas na sua totalidade. Os dados do 1º semestre de 2017 revelam que existe um aumento no número de doentes tratados, cerca de 4,5% em relação ao período homólogo. Estes números incluem os doentes internados em unidade de domicílio virtual, mais conhecida pelas altas clínicas.
Mais nascimentos no HNM
Os dados do primeiro semestre de 2017 em termos número de partos realizados no HNM, indicam que estamos perante um aumento no número de crianças que nasceram, na ordem dos 5% em comparação com o período homólogo de 2016.

Cuidados primários 

Na atividade assistencial prestada nos centros de saúde verificou-se uma tendência de decréscimo no número de atendimentos efetuados nos centros de saúde com serviço de urgência e nos centros de saúde com serviço de atendimento urgente. Este decréscimo global na ordem dos 7% é justificado pelo aumento dos tempos de consulta nos centros de saúde.
No 1º semestre de 2017 verificou-se um aumento no número de consultas médicas realizadas nos centros de saúde da Região.
Em algumas situações os profissionais afetos aos centros de saúde realizam consultas em casa dos utentes. Este serviço, não implica qualquer custo para o utente e está disponível em todos os centros de saúde. As consultas podem ser multidisciplinares, ou em algumas situações são realizadas por um profissional de enfermagem ou por um médico.
Realizaram-se mais 8,9 por cento de consultas médicas ao domicílio, o que corresponde a mais 198 consultas.

Estes e outros indicadores podem ser consultados em: https://www.sesaram.pt/infosaude/

No votes yet.
Please wait...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pin It on Pinterest