50% dos portugueses vão comprar uma prenda especial para si neste Natal

O mais recente estudo do Observador Cetelem revela que, no total, a intenção de comprar presentes para o próprio tem vindo a aumentar gradualmente ao longo dos últimos anos: de 26% em 2013, passa para 29% em 2014, 29% em 2015 e 35% em 2016. Este ano situa-se nos 50%, ou seja, metade dos inquiridos.

A prenda mais mais desejada pelos portugueses é vestuário, neste caso, para 34% dos inquiridos no estudo Observador Cetelem Natal 2017. Menção especial também para os perfumes e relógios, produtos desejados por 15% das pessoas, enquanto 12% dos consumidores nacionais gostariam de receber produtos culturais, como livros ou CD’s. Preferidos por 11% dos portugueses, os telemóveis e smartphones encontram-se no top 5 da lista de preferências.

Ao contrário do que se verifica na generalidade do ano e em anos anteriores, em 2017 os produtos e serviços respeitantes a viagens ou lazer são menos pretendidos pelos consumidores, pois apenas 6% dos inquiridos desejam receber uma prenda com esse perfil. Acessórios de moda, packs de lazer, tablet, eletrodomésticos e eletrónica de consumo – como TV, Hi-Fi, Video – completam o top 10 das categorias que os portugueses pretendem comprar.

Este estudo foi desenvolvido em colaboração com a Nielsen, tendo sido realizados 600 inquéritos por telefone, a indivíduos de Portugal continental, de ambos os sexos, com idades compreendidas entre os 18 e os 65 anos, entre os dias 23 de setembro a 6 de outubro, e um erro máximo é de 4.0 para um intervalo de confiança de 95%.

Pin It on Pinterest

Advertisment ad adsense adlogger