Risco de incêndios iguais ou piores que 2017

O risco de incêndios em Portugal iguais ou piores que os de 2017 é real e tem tendência para aumentar. O alerta, feito hoje, é de peritos norte-americanos que defendem que “não há tempo a perder”.
“Sem uma intervenção séria e imediata, Portugal pode esperar uma situação pior do que em 2017”, aponta o relatório apresentado hoje no Instituto Superior de Agronomia, em Lisboa, assinalando que podem arder até 750.000 hectares, levando os meios de combate nacionais ao colapso e só uma intervenção internacional em massa conseguiria conter as chamas.

“É nisto que tem de se pensar e é para isto que tem que se planear”, avisou o especialista Mark Beighley, que, com A. C. Hyde, caracterizou o que deve ser “uma nova era” para a gestão dos incêndios florestais em Portugal.

Pin It on Pinterest