PND: licenciamentos facilitados consoante a cor política

O vereador da Nova Democracia, Gil Canha, disse hoje as entidades emitem pareceres consoante a cor política.

O vereador do Partido da Nova Democracia, Gil Canha, acusou a Câmara Municipal do Funchal de privilegiar determinados investimentos em detrimento de outros. Em mais uma ação partidária foram apontadas irregularidades.

“Tenho visto casos em que os pareceres demoram mais de seis meses. Mas, curiosamente, os processos de pessoas ligadas ao regime, de pessoas que fazem parte do PSD, são resolvidos em menos de 10 dias”.

Gil Canha deu como exemplo um projeto que decorre em São Martinho, propriedade de Jaime Ramos. Neste caso, em concreto, “os pareceres externos pedidos à Segurança Social e à Direção Regional de Estradas foram viabilizados em poucos dias”.

O facto demonstra, para além de uma ilegalidade, uma clara discriminação entre os cidadãos. Isto porque enquanto contribuintes temos os mesmos direitos e a orientação política não pode condicionar a vida dos munícipes.

O dirigente do PND acrescentou mesmo que, por força deste comportamento, a cidade do Funchal tem perdido investimentos. “As pessoas vêm os seus projetos amarrados e acabam por desistir”.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”]

[fbshare type=”button”]

Pin It on Pinterest