Funcionários da Cruz Vermelha foram mortos no Afeganistão

Seis funcionários da Cruz Vermelha foram mortos e dois outros estão desaparecidos na província de Jowjzann, norte do Afeganistão, confirmou hoje um porta-voz do Comité Internacional da Cruz Vermelha à Agência France-Presse (AFP).

As nacionalidades das vítimas e dos desaparecidos não foram reveladas, assim como quem esteve por detrás do ataque.

Os trabalhadores humanitários no Afeganistão têm vindo a tornar-se, cada vez mais, em baixas do conflito que opõe combatentes talibãs (e outros grupos militantes) às forças do Governo afegão e às tropas internacionais.

Em Abril de 2015 foram descobertos os corpos baleados de cinco trabalhadores afegãos da organização «Save the Children» que tinham sido sequestrados na província de Uruzgan.


PUB