PTP: Governo instrumentaliza EEM

O PTP esteve junto à Empresa de Electricidade da Madeira para denunciar um conjunto de abusos perpetrados por aquele organismo público. “A Empresa de Electricidade tem funcionado como a Santa Casa da Misericórdia para o Governo Regional de Alberto João Jardim”, denunciou Raquel Coelho, eleita deputada para a Assembleia Legislativa da Madeira.

Apesar de ser complicado controlar o despesismo e os favorecimentos levados a cabo pelo PSD/Madeira, principalmente agora com uma nova maioria, a trabalhista apelou à manifestação pública de todos os madeirenses e portossantenses. “A Região Autónoma da Madeira precisa de um abanão”.

A Empresa de Electricidade, que no dia das eleições facultou transporte para aumentar os votos nos sociais-democratas, está não só a “prejudicar os trabalhadores”, com os cortes salariais anunciados, mas toda a população, com os aumentos. “Todos nós vamos pagar a factura pelas aldrabices do Governo Regional do PSD”.

A iniciativa serviu também para destacar o trabalho do representante da Comissão Nacional de Eleições na Região. “O Dr. Paulo Barreto desempenhou um papel exemplar no combate ao caciquismo e às ilegalidades durante a campanha eleitoral”, concluiu Raquel Coelho. Uma postura crítica a ser usada em todos os sectores.

Pin It on Pinterest