Plano de Emergência do Aeroporto testado no sábado

O Aeroporto vai ser palco, neste sábado, de um Exercício de Emergência à Escala Total, o qual envolverá 250 pessoas, meios navais e o helicóptero Merlin.

No próximo dia 22 de Outubro irá decorrer no Aeroporto da Madeira um Exercício de Emergência à Escala Total (EEET), que permitirá testar a eficácia na aplicação das acções previstas no Plano de Emergência do Aeroporto, bem como aferir a articulação dos meios internos com os meios externos de apoio às emergências.

O EEET engloba todas as entidades que serão envolvidas numa situação real que possa acontecer. O exercício resulta das obrigações legais que os aeroportos têm que fazer com uma periodicidade definida”, frisou o Administrador da ANAM, hoje durante a apresentação do EEET.

Duarte Ferreira destacou, ainda, que os exercícios desta natureza requerem um “planeamento muito longo e muito pormenorizado”, o qual exige uma articulação entre todas as entidades envolvidas.

Conforme já foi referido, o exercício terá lugar no próximo sábado, a partir das 09h00, sendo a duração prevista do mesmo de cerca de 6 horas.

No seu total vão estar envolvidos no simulacro cerca de 250 pessoas, onde se incluem as entidades e os serviços participantes e, ainda, 140 figurantes. Para além dos meios humanos, o exercício contará com a participação de diversos meios navais e do helicóptero Merlin da Força Aérea Portuguesa.

Registe-se, ainda, que o EEET terá o seguinte cenário: “O A330 da companhia Wellness Airlines matricula CSABC, voo WAA9987, proveniente de Caracas com destino à Madeira e com 155 pessoas a bordo (8 tripulantes e 147 pessoas), tem uma avaria que origina uma fuga de combustível. O comandante da aeronave declara emergência à TWR (Serviço de Tráfego Aéreo) da Madeira 10 metros antes do seu ETA (Hora Estimada de Aterragem)”.

Durante a aproximação à pista 23, a aeronave fica sem potência nos dois motores e é obrigada a fazer uma amaragem a cerca de uma milha fora (linha perpendicular ao meio da pista). A tripulação mantém o controlo, faz uma amaragem sem desintegrar a aeronave e consegue que a mesma fique a flutuar no mar durante 15 minutos aproximadamente”.

Do referido acidente resultam 48 mortos (passageiros); 14 feridos graves (prioridade I); 26 feridos graves (prioridade II); 43 feridos ligeiros; 21 ilesos; e 3 desaparecidos.

Após a conclusão do EEET haverá uma conferência de imprensa que permitirá dar a conhecer os resultados do simulacro.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”]

[fbshare type=”button”]

Pin It on Pinterest