CINM continua ameaçado

O PS/Madeira considera que o futuro do Centro Internacional de Negócios da Madeira continua em risco.

O secretário-geral do PS/Madeira, Duarte Gouveia, considera que a continuação do regime de isenção fiscal para distribuição de dividendos e juros de accionistas de empresas sediadas na Zona Franca da Madeira (ZFM) não resolve os principais problemas do Centro Internacional de Negócios da Madeira (CINM).

De acordo com o dirigente socialista o problema essencial da ZFM não fica resolvido com a continuação das isenções fiscais aos accionistas.

“O que foi anunciado é algo mínimo que não tem impactos significativos porque o Centro Internacional de Negócios continua sobre ameaça, pois o IVA vai aumentar o que tornará a praça da Madeira menos competitiva em termos internacionais, e o fim das isenções de IRC colocam também um problema de curto prazo para o CINM”, relembrou.

De referir que a maioria PSD/CDS vai manter o regime de isenção fiscal para a distribuição de dividendos e juros de accionistas de empresas sediadas na ZFM. A coligação governativa está de acordo em fazer uma alteração no Orçamento do Estado de 2012 e vai apresentar uma proposta para discussão na especialidade.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”]

[fbshare type=”button”] [twitter style=”vertical” float=”left”]

Pin It on Pinterest