Coelho na rota de Kadhafi

Coelho considera que o dinheiro que Kadhafi tem na Região deveria servir para pagar a dívida da Madeira.

José Manuel Coelho defendeu hoje, em conferência de imprensa, que o dinheiro gerido por uma sociedade de advogados e por uma empresa subsidiária da empresa-mãe pertencente ao falecido ditador líbio Kadhafi, sediada no Centro Internacional de Negócios da Madeira, deve “ser penhorado e capturado”, no sentido de se pagar a dívida da Região.
“Nos escritórios que têm assessoria do dr. Ricardo Vieira e do senhor Cunha e Silva estão nada mais, nada menos do que oito mil milhões de euros do senhor Kadhafi. Achamos que esse dinheiro devia ser penhorado e capturado para benefício da Região, a qual ficaria com o problema da dívida praticamente resolvido”, defendeu José Manuel Coelho.
O líder do PTP recordou, também, que, após a sua morte, todos os bens de Kadhafi foram congelados pelos americanos. “Todos os bens do senhor Kadhafi estão a ser penhorados em todas as zonas onde os Estados Unidos têm jurisdição”, frisou.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”]

[fbshare type=”button”]

[twitter style=”vertical” float=”left”]

Pin It on Pinterest