Jardim Ramos nega despedimentos na Saúde

Francisco Jardim Ramos assegura que não haverá despedimentos no Serviço Regional de Saúde, nem taxas moderadoras.

O secretário regional dos Assuntos Sociais, Francisco Jardim Ramos, afirmou ao início da tarde, à margem da cerimónia do Dia Europeu dos Antibióticos, que teve lugar no Hospital Drº Nélio Mendonça, que não vão haver despedimentos no Serviço Regional de Saúde uma ideia que está a ser veiculada em alguns meios de comunicação.

Instigado a comentar a dispensa de 600 pessoas na área da saúde, na Região, o governante negou que tal situação possa vir a acontecer.

“Nós profissionais de saúde não temos e na administração pública regional não há intenção de despedir nenhum profissional que esteja afecto aos serviços, portanto isso não tem fundamento”, declarou, acrescentando que há orientações para executar, que determinam apenas uma redução de 15% nas estruturas, 15% nas chefias e 2% nos profissionais, mas dois por cento, será o que irá para aposentação, portanto, não afectará os activos que estão a prestar serviços à população”, saleintou.

O governante garantiu ainda que os profissionais que estão na administração da saúde não têm razões para estar preocupados.

Sobre a aplicação das taxas moderadoras no Serviço Regional de Saúde, Jardim Ramos, afirmou, convictamente, que essa medida não será implementada na Região.

“A troika que eu saiba não manda na Madeira. A orientação do senhor presidente do governo é para não implementar taxas moderadoras no serviço público de saúde, é essa a orientação que eu tenho e será essa orientação que irei fazer cumprir”, vincou.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”]

[fbshare type=”button”]

[twitter style=”vertical” float=”left”]

Pin It on Pinterest