Centristas contestam encerramento das urgências

O CDS pede ao governo que recue na decisão de fechar alguns centros de saúde no período noturno.

O CDS/PP apela ao secretário regional dos Assuntos sociais que reaprecie a decisão do encerramento do serviço noturno dos centros de saúde da Ribeira Brava, Porto Moniz e Santana.

Para o efeito, os ‘populares’ recolheram cerca de 1300 assinaturas junto das populações dos concelhos da Ribeira Brava, Porto Moniz e Santana, as quais estão contra o encerramento noturno dos referidos centros de saúde.

“Recolhemos 1300 assinaturas, as quais representam uma forma da população mostrar o seu desagrado por esta decisão do encerramento do serviço nocturno das urgências médicas nestes três concelhos. Esperemos que o senhor secretário regional e o próprio senhor presidente do governo reconsiderem a decisão”, frisou Teófilo Cunha, esta tarde em conferência de imprensa.

O autarca e deputado do CDS recordou, ainda, que os três concelhos em causa estão a perder população, a qual é predominantemente envelhecida. “Há outras formas de cortar nas despesas sem ser na área da saúde”, sublinhou.

Registe-se que a partir de amanhã o Centro de Saúde do Porto Moniz passará a funcionar entre as 8h00 e as 20h00. O Centro de Saúde de Santana vai estar aberto ao público das 8h00 às 22h00. Por sua vez, o Centro de Saúde da Ribeira Brava vai encerrar às 23h00.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”]

[fbshare type=”button”]

[twitter style=”vertical” float=”left”]

Pin It on Pinterest