População deve questionar Jardim

Os comunistas desafiam os madeirenses a confrontar Jardim sobre aquilo que lhes espera no futuro.

A CDU continua a recolher assinaturas, pelas várias localidades da Região, com vista a apresentar uma moção de protesto das populações contra as políticas da ‘troika’ e contra as políticas seguidas pelo Governo Regional.

“Já agora que o dr. Alberto João Jardim diz que vem para o adro das igrejas, era importante que nessa ocasião as pessoas lhe perguntassem diretamente: – o que é que ele (Jardim) pretende fazer do subsídio de insularidade que vai ser retirado dos trabalhados da função pública?”, apontou Leonel Nunes, esta manhã junto à Igreja Paroquial do Caniçal.

O dirigente comunista considera que a retirada do subsídio de insularidade representa “mais uma perca” dos direitos dos trabalhadores. “O que será feito do subsídio de insularidade dos funcionários do Porto Santo, que era de 30%, que vai ficar reduzido a nada praticamente?”, questionou.

Leonel Nunes sugere ainda à população que pergunte ao presidente do Governo Regional sobre o que será feito dos funcionários quando houver uma alteração“em profundidade dos contratos” que os ligam à administração regional.

“Era também bom que as pessoas perguntassem ao dr. Alberto João Jardim sobre aquilo que ele vai fazer com os 20 mil desempregados e às largas centenas de trabalhadores com salários em atraso”, concluiu o dirigente da CDU.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”]

[fbshare type=”button”]

[twitter style=”vertical” float=”left”]

Pin It on Pinterest