350 “menos jovens” revivem o Carnaval

Jardim Municipal recebe foliões das instituições sociais do Funchal.

Cerca de 350 menos jovens de várias instituições estão, neste momento, a celebrar o Carnaval no Jardim Municipal do Funchal.

Ricardo Silva, presidente da Associação de Desenvolvimento Comunitário do Funchal, destacou a adesão registada ao longo dos últimos anos.

“Isto é um Carnaval que começou há cerca de 7 anos atrás. Fazíamos a nossa festa pequena no Jardim Municipal, mas à medida que foi criando raízes e aumentando a sua dimensão, a Secretaria do Turismo lançou-nos o desafio de trazer o carnaval mais para a rua”.

Os utentes destes espaços, regra geral, aderem a todas as iniciativas e revivem as festas da juventude. “Estas pessoas estão muito disponíveis e predispostas para a diversão”, disse, acrescentando que estas pessoas, os menos jovens da sociedade madeirense, precisam de actividades para passar o tempo.

A Associação Protectora dos Pobres, o Centro Comunitário das Romeiras, o Centro Comunitário dos Viveiros e a Casa do Povo de São Martinho são algumas das entidades presentes.

“Estas instituições de solidariedade aceitaram o novo convite e vieram celebrar o Carnaval”.

Recorde-se que, pela manhã, coube às crianças do Ensino Primário celebrarem o Carnaval na Avenida Arriaga. O evento integra-se no programa de Carnaval, apresentado pela Secretaria Regional da Cultura, Turismo e Transportes.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”][fbshare type=”button”] [twitter style=”vertical” float=”left”]

Pin It on Pinterest