Festival Literário da Madeira

O evento arranca no próximo dia 15 de março no Funchal.

Francisco José Viegas, Afonso Cruz, Inês Pedrosa, Júlio Magalhães, Joel Neto e muitos outros escritores portugueses e estrangeiros vão marcar presença na 2.ª edição do Festival Literário da Madeira (FLM), que decorre entre os dias 15 e 18 de março, no Funchal.

A comitiva portuguesa, reforçada por um conjunto significativo de autores madeirenses, partilhará mesas de debate com escritores oriundos de Espanha, dos EUA, da China, de Itália e de Cuba, numa iniciativa conjunta da Booktailors — Consultores Editoriais e da editora Nova Delphi.

O primeiro dia do festival ficará marcado, na sua sessão de abertura, por uma conferência sobre a vida e obra de Agustina Bessa-Luís, proferida pela escritora Inês Pedrosa. “Tal como Agustina, este festival promete nascer adulto e arrebatar os madeirenses das formas mais variadas”, destaca a organização do evento.

Fernando Pinto do Amaral e Jaime Rocha juntam-se ao poeta chinês Yang Lian, ao poeta americano Barry Wallenstein, ao poeta e compositor de música celta italiano Francesco Benozzo e ao contrabaixista italiano Massimo Cavalli, para protagonizar a performance de música e poesia «Ser poeta não é uma invenção minha», pensada e dirigida por Donatella Bisutti.

“Pôr os madeirenses em contacto direto” com alguns dos principais escritores nacionais e estrangeiros é apenas um dos motivos que animam a organização. Para isso em muito contribuirá a presença dos autores nas escolas dos vários concelhos da Madeira. Calheta, Câmara de Lobos ou Santana são alguns dos concelhos cujas escolas receberão os escritores que participam no festival. Esta ação estender-se-á inclusive à Universidade da Madeira, onde decorrerá um dos encontros do FLM.

As mesas de debate, marcadas para o Teatro Municipal Baltazar Dias, terão como mote a frase: «Éramos felizes e não sabíamos». A partir daqui nascem variações sobre o tema que levarão os escritores a debater a relevância da crítica literária, o desaparecimento da poesia das livrarias ou a literatura contemporânea enquanto retorno aos clássicos.

A edição deste ano do FLM decorre no Teatro Municipal Baltazar Dias, no Funchal, sem deixar de garantir sessões com autores em várias escolas da Madeira. Em paralelo e ao longo de todo o Festival, realizar-se-á uma feira do livro.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”] [twitter style=”vertical” float=”left”]

Pin It on Pinterest