Ataque "serrado" ao CDS

Sociais-democratas responsabilizam CDS/Madeira pelo aumento dos impostos na Região.

A bancada parlamentar social-democrata está a fazer “marcação serrada” ao deputado Lino Abreu. Primeiro foi acusado por Jaime Filipe Ramos de ter duas posturas uma na República e outra na Madeira. De seguida Medeiros Gaspar do PSD diz que o deputado centrista também têm responsabilidade pelo aumento dos impostos na Região.

Os ânimos exaltaram-se entre a bancada centrista e a bancada do PSD e houve troca de palavras entre o deputado social-democrata, Pedro Coelho, e Lino Abreu.

O deputado do PP responde e diz que o PSD “não pode passar para a comunicação social que o ónus do Orçamento Regional é do CDS”, quando o programa de ajustamento financeiro à Madeira é da exclusiva responsabilidade do PSD.

Na contra-resposta Medeiros Gaspar pergunta ironicamente quanto andares é que o PSD vai ter no novo hospital do Funchal, Lino Abreu contra argumenta com a “ideia de que a candidatura do novo hospital é de interesse comum e está aberta até 30 de Junho. Há ainda tempo para uma interpelação de Jaime Ramos que diz a Lino Abreu que na próxima semana, no Parlamento Nacional, o CDS pode votar contra o aumento dos impostos na Madeira, o líder da bancada parlamentar social-democrata passa assim a “batata quente” para o lado CDS.

[twitter style=”vertical” float=”left”] [fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”]

Pin It on Pinterest