Movimentações no Funchal

Esta semana foi notícia a alegada escolha de Sérgio Marques para a Câmara do Funchal.

A ‘coisa’ trás água no bico.

Primeiro, porque a actual equipa está a desenvolver um trabalho muito interessante à frente da autarquia, e já deu provas de trabalho de equipa com qualidade e afinco.

Segundo, porque a escolha de um outro candidato, a ser verdade, não está isenta da verticalidade de pensamento e da acção que Miguel Albuquerque habitou os cidadãos funchalenses, em certas ocasiões discordando publicamente do presidente do Governo.

Aqui, na minha maneira de ver psicologicamente o ‘teatro de operação’, estará o busílis do problema.

Mas hoje em dia, os cidadãos estão mais atentos e alertos à intromissão do ‘vigia’. Dificilmente verei, neste momento, uma outra figura que integre a desejável sustentação social, que não seja Bruno Pereira.

[twitter style=”vertical” float=”left”] [fbshare type=”button”] [fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”]

Pin It on Pinterest