Colóquio de Lusofonia na Lagoa

O convento dos franciscanos acolhe na próxima sexta-feira a abertura oficial do 17º colóquio de lusofonia.

Este é um evento que se volta a realizar na Lagoa depois de um interregno de dois anos, quando os mesmos se realizaram em 2010 no Brasil, mais concretamente, em Florianopolis, e em 2011 em Macau.

Assim sendo, a abertura oficial do 17º colóquio de lusofonia far-se-á no ex-libris da Lagoa, contando para o efeito com a presença do presidente da câmara municipal de Lagoa, João Ponte, presidente da associação internacional dos colóquios da lusofonia (AICL), Chrys Chrystello, e diversos convidados de honra dos quais se destaca João Craveirinha, escritor de Momçambique.

Organizados pela AICL, os colóquios da lusofonia assumem-se como um evento que pretende ser uma reflexão sobre diversos temas e questões relacionados com língua portuguesa. Aliás, o ponto de partida para mais esta edição passa por trazer à ilha de São Miguel, mais concretamente ao concelho de Lagoa, académicos, estudiosos, escritores e outras pessoas para debater a identidade açoriana, a sua escrita, as suas lendas e tradições, sempre numa perspetiva de enriquecimento da lusofonia nas suas mais variadas diversidades culturais.

Sendo assim, destaque para a presença de 45 oradores que irão inferir sobre áreas tão diversas como a lusofonia, a literatura, o ensino, a formação, a geografia humana e a língua portuguesa no mundo, num colóquio onde se procederá ainda à homenagem a diversos escritores açorianos.

Segundo João Ponte, presidente da câmara municipal de Lagoa, trata-se de um evento de grande importância cultural, fruto da cidadania que hoje se vive e pela qual se luta, servindo o mesmo para refletir e debater a projeção da língua portuguesa no mundo onde impera a globalização e a diversidade cultural.

[fbshare type=”button”] [fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”]

Pin It on Pinterest