Albuquerque não cede a intimidações

Candidatura à liderança do PSD é para manter. Alternativas não têm “nenhum drama”.

A candidatura de Miguel Albuquerque à liderança do PSD/Madeira tem dado muito que falar. Um dia depois da sua apresentação oficial, surgem rumores de outras candidaturas como sejam as de Coito Pita ou Miguel Sousa.

O actual líder da autarquia do Funchal diz que só fala por si, mas que em democracia, num partido democrático, “isso não tem nenhum drama”. Aliás, sobretudo para os militantes, “é bom haver alternativas” e tudo aquilo que contribua para um debate democrático dentro do partido.

Ainda sem nomes concretos na sua lista, Albuquerque brinca com as notícias veiculadas e refere que, para além do apoio da maçonaria, tem o apoio “dos extraterrestres”.

Jaime Ramos tem sido apontado como um dos possíveis apoiantes, mas sobre isso nada a dizer, apesar de estar, continuou, “aberto a todos aqueles que se identifiquem com o projecto. Não tenho nenhum jogo escondido de cartas”.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”]

Pin It on Pinterest