Cargo de Representante da República é “mal compreendido”

Ireneu Barreto, Representante da República, quer uma maior proximidade com a sociedade.

O Representante da República, Ireneu Barreto, disse hoje que o seu cargo nem sempre recebe a devida importância.

“O cargo de Representante da República é mal compreendido, mal interpretado e mal amado”, referiu, adiantando, no entanto, que a culpa para estas situações não recai apenas nas outras instituições.

“Eu tenho de ser capaz de transmitir a ideia da necessidade deste cargo para a Região”, continuou, pedindo, para tal, a compreensão das restantes entidades públicas e privadas. Num momento difícil para a Região Autónoma da Madeira é importante esta união entre as forças, mais do que todas as divergências políticas.

Ireneu Barreto está a fazer um périplo por todos os concelhos da Região Autónoma da Madeira para avaliar as reais necessidades das populações. Depois do concelho do Porto Santo, seguiu-se hoje o concelho da Calheta. Não se trata de “uma presidência aberta”, mas sim de uma forma de melhorar as relações com a sociedade.

O desemprego foi uma das principais preocupações apontadas e que necessita, por parte das entidades competentes, de medidas urgentes de combate. O turismo e o Centro Internacional de Negócios voltaram, neste contexto, à baila, como sendo dois instrumentos fundamentais para o desenvolvimento regional.

“E não digam mal do Centro Internacional de Negócios da Madeira”, referiu mesmo o Representante da República, isto porque muitos outros países detêm instrumentos financeiros da mesma natureza.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”][twitter style=”vertical” float=”left”]

Pin It on Pinterest