CDS culpa GR pelas dificuldades financeiras

José Manuel Rodrigues diz que o 1º de Maio de 2012 foi o mais difícil desde a implementação da democracia e da autonomia”.

O grupo parlamentar do CDS/Madeira assinalou este Dia Mundial do Trabalhador com um almoço convívio na residencial “Encumeada”. Na ocasião, o líder regional dos centristas, José Manuel Rodrigues, acusou os governos da República e da Região de serem os principais responsáveis pelo momento de crise financeira que o país atravessa.

“Foram os governantes do PS do continente e os do PSD na Madeira que geriram mal os recursos, gastaram mal os dinheiros dos nossos impostos e endividaram excessivamente Portugal e a Madeira”, apontou, sublinhando que “o 1º de Maio de 2012 é o mais difícil desde a implementação da democracia e da autonomia”.

O deputado centrista na Assembleia da República e referiu ainda que o aumento do desemprego e do custo de vida que os madeirenses estão a pagar é culpa da má governação do executivo regional.

“Estamos a pagar caro, a pagar muito caro a fatura de desenvolvimento que apostou quase exclusivamente em investimento e em obras públicas, assente em dívida e mais dívida e que esqueceu a iniciativa a privada, os sectores produtivos, o crescimento sustentável do turismo, afinal os sectores que criam emprego, criam receitas e geram riqueza” criticou.

No final do discurso, José Manuel Rodrigues, em jeito de pré-campanha, pediu aos madeirenses uma mudança já nas eleições autárquicas de 2013.

“Precisamos de uma mudança política na Madeira e de iniciar uma viragem que deverá começar já nas eleições autárquicas do próximo ano”, advertiu.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”] [twitter style=”vertical” float=”left”]

Pin It on Pinterest