Ação de sensibilização sobre dor crónica na AR

Deputados e funcionários da Assembleia da República alvo da iniciativa da Fundação Grünenthal.

A Fundação Grünenthal vai promover uma ação de sensibilização sobre dor crónica aos deputados e funcionários da Assembleia da República (AR), numa iniciativa inédita, de hoje a 18 de Maio. Estima-se que a dor crónica afete cerca de 3 milhões de portugueses.

Esta iniciativa, integrada nas Jornadas de Saúde promovidas durante o mês de Maio, no Palácio de S. Bento, visa alertar os deputados e funcionários para o impacto social e económico da dor crónica e aumentar o seu conhecimento sobre as necessidades dos doentes.

“Na dor crónica, as repercussões de natureza económica são muito elevadas. Estima-se, por exemplo, que o custo anual da dor crónica em Portugal será superior a 3 mil milhões de euros. Persistem ainda muitos mitos e preconceitos que impedem a aplicação mais atempada das medidas terapêuticas eficazes para a dor crónica. As consequências para a morbilidade da população são enormes, realçando-se o sofrimento dos mais idosos e a persistência de incapacidade em muitos outros, que entram em círculos viciosos de dor, menos valia e depressão”, explica Walter Osswald, presidente da Fundação Grünenthal.

A dor crónica é uma situação de dor persistente que, se não for adequadamente tratada, poderá afetar gravemente a qualidade de vida das pessoas e conduzir à incapacidade para o trabalho. Em Portugal, a dor crónica afeta mais de 30 por cento da população adulta.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”]

Pin It on Pinterest