Banif avança com capitalização de 500 milhões de euros [VÍDEO]

Processo de capitalização prevê 350 milhões de euros do Estado e deverá estar concluído em Julho.

No final da Assembleia Geral Anual da Banif SGPS, que decorreu hoje à tarde, Jorge Tomé, presidente executivo do Banif, disse que o ano de 2011 foi marcado por fortes ajustamentos no crédito no sistema bancário, sendo que o resultado apresentado foi de 160 milhões de euros negativo.

Ainda assim, tendo em conta as principais variáveis de exploração, o comportamento da instituição não foi muito diferente dos outros bancos, com a grande diferença a incidir no crescimento das imparidades, por força do crédito vencido.

Sobre a mesa, na conferência de imprensa, esteve também o processo de recapitalização, que se prevê estar concluído no final de Julho. O presidente executivo esclareceu que o objetivo é capitalizar o Banif SA e não o Banif SGPS.

“A operação de capitalização que estamos a desenhar vai ser na ordem dos 500 milhões de euros. (…) um cenário que nos dê alguma margem de segurança para algum desvio que possa ser operado este ano, por força da envolvente externa financeira”. Com parte deste montante, 350 milhões de euros, suportada pela linha de crédito do Estado.

Jorge Tomé, em resposta aos jornalistas, abordou ainda da reestruturação da empresa, o encerramento de balcões e os eventuais despedimentos. Na Região Autónoma da Madeira vão fechar 2 ou 3 balcões, mas a localização ainda não está decidida. Várias medidas que têm por objetivo “uma redução, na conta dos resultados, de 20 milhões de euros”.

No final ficou-se a saber ainda que, em termos de recursos de clientes, merece referência o crescimento homólogo de 2,4% registado nos depósitos, para 8.030,7 milhões de euros, do qual deve ser destacado o forte crescimento de recursos observado na componente doméstica.

“A Madeira é uma região muito positiva na captação”, observou o responsável, dando também conta que a exposição do Grupo Banif ao Estado, mais concretamente ao Governo Regional, é muito reduzida. “São linhas de crédito que estão todas enquadradas, no sentido de serem resolvidas sem problemas”.


[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”][twitter style=”vertical” float=”left”]

Pin It on Pinterest