Açores voltados para o mar

O Secretário Regional do Ambiente e do Mar defendeu hoje, na Horta, a necessidade dos Açores fazerem uma maior e melhor ocupação do espaço marinho açoriano.

A opinião foi expressa por Álamo Meneses na cerimónia de batismo de três canoas construídas pelos formandos do Curso Técnico de Construção Naval/Embarcações de Recreio da Escola Profissional da Horta (EPH).

Com exceção da atividade piscatória, a nossa presença no mar é ainda uma “presença muito ténue”, admitiu o governante, que apontou o espaço marinho açoriano como sendo, de longe, “o maior e o mais rico” do território dos Açores.

Depois de lembrar que a EPH foi pioneira no lançamento de cursos de formação profissional voltados especificamente para os assuntos marinhos, Álamo Meneses referiu que a construção destas três pequenas canoas constitui, de alguma maneira, a manifestação daquilo que a Escola pode e deve fazer no sentido de preparar profissionais para as diversas áreas do mar.

Este é, por isso, “um excelente exemplo” daquilo que pode ser feito em termos da ocupação do nosso território marinho, argumentou o Secretário Regional do Ambiente e do Mar, ao mesmo tempo que elogiou a capacidade de inovação da EPH.

A construção das canoas “Claudina”, “Inspiration” e “Candy”, hoje batizadas no porto faialense, resultou de uma parceria celebrada entre a EPH e o Clube Naval da Horta.

[twitter style=”vertical” float=”left”] [fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”]

Pin It on Pinterest