‘Austeridade pode trazer menos turistas’

O presidente da ACIPS teme que menos turistas madeirenses visitem o Porto Santo neste Verão.

No dia 1 de Abril começou a ser aplicado na Região o Plano de Ajustamento Financeiro, assinado entre o Governo da República e o Governo Regional. As subidas dos impostos e dos combustíveis foram uma das consequências diretas do referido programa.

No entanto, o presidente da Associação Comercial e Industrial do Porto Santo (ACIPS), Pedro Leandro, considera que ainda é “muito prematuro” para se fazer um balanço dos primeiros meses de aplicação do referido plano naquela ilha.

“As medidas de austeridade, infelizmente, já se sentem há muito tempo no Porto Santo. Somos um mercado fechado. O Inverno não costuma ser uma época de muito movimento e este ano não foi exceção. Para já estarmos a fazer um balanço das medidas de austeridade é muito prematuro, porque ainda não tivemos a comparação do grande movimento que é o período de Verão”, transmitiu Pedro Leandro.

Porém, o responsável pela ACIPS teme que as perspetivas não sejam as melhores. “Embora a parte hoteleira nos diga que tem quase 100%, ou mesmo 100%, do Verão ocupado, a verdade é que temos de ver, principalmente no mercado regional, qual vai ser a aderência dos turistas em visitarem o Porto Santo neste Verão”, apontou.

Pedro Leandro confirmou, ainda, que nos últimos tempos algumas empresas têm encerrado no Porto Santo. “Felizmente, também temos tido algumas novas empresas a surgir no mercado, nomeadamente de prestação de serviços ligados ao turismo. Têm aparecido alguns empresários a quererem agarrar oportunidades, pois normalmente as crises trazem oportunidades de negócio”, concluiu.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”] [twitter style=”vertical” float=”left”]

Pin It on Pinterest