Agentes turísticos “estão a chegar ao seu limite”

O Laboratório de Ideias alerta que o destino Madeira “tem de repensar a melhor forma” para se reposicionar no mercado global.

“Posicionamento e Sustentabilidade da Madeira no Mercado Global de Turismo” foi o tema do debate público do Laboratório de Ideias da Madeira, que teve lugar esta manhã no auditório do Empreendedorismo da Reitoria da UMa. A iniciativa do PS contou, entre outros, com a participação de António Trindade, do Grupo Porto Bay, Luís Vilhena, da Direção Nacional da Ordem dos Arquitetos, e de Alain Glacet, representante na Região do operador “Top of Travel”.

“A Madeira nos últimos anos tem perdido – quer por fatores conjunturais, quer por fatores estruturais – a sua competividade e está a chegar ao limiar em que a sustentabilidade económica de muitos agentes ligados ao turismo está a ficar em causa”, apontou o coordenador de Turismo no Laboratório de Ideias da Madeira.

Desta forma, António Jardim Fernandes considera que é urgente repensar a melhor forma da Região se reposicionar no mercado global, que é cada vez mais competitivo.

“A Madeira, que tem uma longa tradição turística, deve apostar na diferenciação e ao mesmo tempo ver, face às tendências que está a haver no mercado global, onde é que podemos encontrar oportunidades – com as nossa qualidades intrínsecas – para vingarmos e conseguirmos vencer”, frisou o o coordenador de Turismo no Laboratório de Ideias da Madeira.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”] [twitter style=”vertical” float=”left”]

Pin It on Pinterest