PS denuncia falta de água nas zonas altas do Campanário

Alano Gonçalves acusa ARM de nada fazer para compensar a população que passa quatro dias sem água para consumo doméstico.

O vereador do Partido Socialista, na Câmara Municipal da Ribeira Brava, Alano Gonçalves, esteve esta manhã, no sítio do Lugar da Serra, na freguesia do Campanário, para dar conta de que a população local está com falta há mais de quatro meses com cortes de três a quatro dias no abastecimento de água de consumo doméstico.

“Esta situação é admissível e o secretário regional do Ambiente e Recursos Naturais e o senhor Pimenta de França da empresa Águas e Resíduos da Madeira têm sempre se desculpado com a questão da seca na Madeira, mas cortes de água tão longos era de esperar que eles tivessem medidas compensatórias para fornecer a água”, apontou, acrescentando que o mais grave é que a ARM tem tem o contrato de concessão que garante o fornecimento contínuo da água e do tratamento de lixo aqui à freguesia situação que não se verifica.

Alano Gonçalves diz que o que se tem verificado é que a ARM abandonou a população que passa três a quatro dias sem água e não tem qualquer compensação por parte da empresa concessionaria da água.

“A única compensação que as pessoas têm tido é pagar o ar que lhes passa pelos canos porque as faturas ao mesmo tempo que não têm água, têm aumentado, porque tem passado muito mais ar nos canos e as pessoas têm pago valores exorbitantes na suas faturas da água”, denunciou. O vereador socialista lembrou que quando as águas eram geridas pela autarquia “ mal começava a faltar a água vinham de imediato os autotanques para depositarem a água nos poços para garantir o abastecimento da água e o racionamento da mesma”.

 [fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”] [twitter style=”vertical” float=”left”]

Pin It on Pinterest