Governo ‘prefere fazer remendos’

Termina hoje o prazo da candidatura do novo hospital do Funchal a Projeto de Interesse Comum

Termina hoje, 29 de junho, o prazo da candidatura do novo hospital do Funchal a Projeto de Interesse Comum. José Manuel Rodrigues quase que aposta que o Governo Regional não vai apresentar, uma vez mais, a referida candidatura junto ao Ministério das Finanças.

“O Governo Regional não o fez em 2010, não o fez em 2011 e presumo que não o vai fazer em 2012. O governo abandonou a construção do novo hospital e vai acabar por gastar mais dinheiro nos ‘remendos’ que está a fazer, quer no Hospital dos Marmeleiros, quer no Hospital Dr. Nélio Mendonça”, apontou o deputado do CDS/PP na Assembleia da República.

Desta forma, José Manuel Rodrigues denuncia que as prioridades do executivo regional “não vão de encontro aos interesses da Madeira, nem dos madeirenses”, recordando que o CDS há muito que defende a construção de uma nova unidade hospitalar.

“Trata-se de uma teimosia política do atual Governo Regional, porque não só o Estado poderia comparticipar na construção do novo hospital, como poderíamos ir buscar fundos da União Europeia para a referida construção, a exemplo do que já aconteceu em várias cidades do continente. Paralelamente, também poderíamos reunir as verbas que a Região está a gastar nos ‘remendos’ dos atuais hospitais, que estão completamente ultrapassados”, apontou o líder do CDS/PP.

Assim, “o conjunto dessas verbas dava para construir, de forma faseada, um novo hospital que respondesse quer aos interesses da população da Madeira, quer também aos interesses da população flutuante, que são os turistas e que cada vez mais procuram destinos turísticos com melhores serviços de saúde”, complementou.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”] [twitter style=”vertical” float=”left”]

Pin It on Pinterest