Atividade parlamentar marcada pela vulnerabilidade do PSD

Edgar Silva, do PCP, deu destaque ao “maior peso político das oposições” na Assembleia Legislativa da Madeira.

O PCP/Madeira apresentou 255 propostas legislativas. Um número demonstrativo do trabalho realizado em prol da população. O deputado Edgar Silva fez hoje, em conferência de imprensa, um balanço bastante positivo à atividade parlamentar da X Legislatura Regional.

“Depois das eleições iniciou-se uma nova etapa, em que a nota que mais se destaca é a do maior peso político das oposições, embora ainda insuficiente para a viragem política que eu gostaria”, observou, dando conta da pressão que agora é exercida na bancada social-democrata.

Esta nova realidade parlamentar levou inclusive a uma alteração do regimento na Assembleia Legislativa da Madeira. “O PSD está manifestamente mais vulnerável e até pode perder votações, pois basta que não estejam todos os deputados na sala”.

Nesta Legislatura há também, contrariamente ao que era habitual, uma maior presença dos membros do Governo Regional no Parlamento. Edgar Silva referiu assim que apesar do PCP/Madeira ter perdido um deputado, isso não invalidou a apresentação iniciativas, muitas delas com a aprovação.

A X Legislatura Regional ficou marcada por alguns episódios que não dignificaram a democracia. O deputado comunista reiterou que o importante é debater assuntos para a melhoria de vida dos cidadãos.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”]

Pin It on Pinterest