Estudo dos musgos permite avaliar a qualidade ambiental [VÍDEO]

Susana Fontinha, autora do livro “Os Briófitos das zonas costeiras da Madeira”, fala da importância destas espécies.

Susana Fontinha, Manuela Sim-Sim, Carlos Lobo e Leena Luís são os autores do livro “Os Briófitos das zonas costeiras da Madeira. Guia de algumas espécies”, que foi apresentado hoje no auditório da Reitoria da Universidade da Madeira.

Este livro vem na sequência de um outro que foi lançado em 2006, praticamente pela mesma equipa, e envolve a Faculdade de Ciências de Lisboa, o Centro de Biologia Ambiental, a Universidade da Madeira, a Secretaria Regional do Ambiente e dos Recursos Naturais, entre outras entidades colaboradoras.

“Após abordarmos os briófitos da Floresta Laurissilva, seis anos depois, decidimos editar outro livro sobre zonas costeiras mais expostas, de modo a alertar as pessoas que os briófitos não são apenas de zonas de floresta ou de montanha, mas que existem espécies igualmente importantes em zonas nas quais os ecossistemas se encontram mais ameaçados”, disse a investigadora Susana Fontinha.

Para além de promover o estudo exaustivo destas plantas, de uma forma geral conhecidas como musgos, o livro “Os Briófitos das zonas costeiras da Madeira” salienta a necessidade de implementar medidas de conservação. Através dos musgos consegue-se “avaliar a qualidade do ambiente”.

Refira-se que esta obra está escrita em português e inglês, com 102 páginas e muitas fotografias. Para além de uma parte introdutória sobre a diversidade e importância deste grupo de plantas, apresenta em forma de ficha a descrição de 60 espécies representativas dos ecossistemas das zonas costeiras da Madeira, terminando com um glossário com termos técnicos.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”][twitter style=”vertical” float=”left”]

Pin It on Pinterest