“Livros partilhados” minimizam gastos com a educação

Campanha da Câmara Municipal do Funchal (CMF) regista boa adesão e ajuda a minimizar as despesas das famílias.

A Câmara Municipal do Funchal promove, pelo segundo ano consecutivo, a campanha “Livros Partilhados”. Trata-se de uma iniciativa que tem por objetivo criar condições para a reutilização livros escolares a partir do 5º ano de escolaridade, assim como para a redução dos resíduos.

Iolanda Lucas, responsável pela Divisão de Educação da Câmara Municipal do Funchal, considera que a adesão verificada no ano passado, quer na entrega, quer no levantamento, foi bastante positiva. “Recebemos cerca de 3300 livros e entregamos mais de 1700. Sem contar com aqueles manuais que foram entregues já com a finalidade de serem enviados para África”.

A entrega dos artigos pode ser efetuada no Mercado dos Lavradores, no Centro Cívico de Santo António e no Centro Comunitário do Funchal. Sendo que, após esta entrega solidária, a base de dados dos livros e o levantamento dos mesmos pelas famílias será realizado no Mercado dos Lavradores.

Nesta altura de crise, na qual as pessoas sentem cada vez mais dificuldades para assegurar os seus encargos, a campanha “Livros partilhados” vem minimizar os gastos com a educação. “No ano passado, quem teve a sorte de levantar os livros conseguiu uma poupança muito importante”, considerou Iolanda Lucas.

Este ano, segundo os dados iniciais da Câmara Municipal do Funchal, a campanha “Livros Partilhados” está no bom caminho. O passa palavra tem funcionado também para que a mensagem chegue ao maior número possível de famílias.

[twitter style=”vertical” float=”left”][fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”]

Pin It on Pinterest