Trabalhadores da Panisal podem não receber indemnizações

O Sindicato da Hotelaria da Madeira garantiu esta tarde que vai apoiar os 120 trabalhadores da Panisal que vão para o desemprego.

O trabalhadores da empresa de panificação Panisal reuniram esta tarde com o Sindicato de Hotelaria da Madeira. À saída do encontro o dirigente sindical, Leonel Nunes, lamentou o facto de uma empresa de panificação que parecia sólida de repente mandar 120 trabalhadores para a rua e estar atolada em dívidas, e assegurou que o sindicato irá fazer de tudo para assegurar os direitos dos referidos trabalhadores. “Esta é uma situação que eu nunca julguei que viesse a acontecer. Sectores que hoje são considerados sólidos e consolidados como a alimentação e panificação estarem aí a fechar colocando em massa centenas de trabalhadores no desemprego com salários em atraso”, frisou Leonel Nunes, acrescentando que não “é garantido a estes trabalhadores qualquer indemnização porque com a questão da insolvência vai ser feito o levantamento das dívidas da empresa e se sobrar alguma coisa os trabalhadores ainda podem vir a receber qualquer indemnização”, observou.

O dirigente sindical adiantou que na próxima segunda-feira, 6 de agosto, o sindicato vai analisar esta situação porque a maioria dos trabalhadores não é sindicalizada. “O que foi garantido hoje ao trabalhadores da Panisal é que o Sindicato da Hotelaria não vai abandonar estes trabalhadores. Tudo faremos para que eles tenham os seus direitos como têm aqueles que estão sindicalizados”, assegurou.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”] [twitter style=”vertical” float=”left”]

Pin It on Pinterest