Falta informação turística no Miradouro da Eira do Serrado

Pela importância ambiental e turística, Raimundo Quintal diz que o local exige mais cuidados.

O Miradouro da Eira do Serrado é um dos locais da Região Autónoma da Madeira mais procurados pelos turistas. Mas, segundo o ambientalista Raimundo Quintal, não está a receber as devidas atenções.

“A elevada frequência de visitantes deveria ser razão mais que suficiente para estar impecavelmente cuidado e possuir informação correta em várias línguas sobre a altitude, a origem e evolução geológica do vale, bem como da história da povoação instalada nas entranhas da ilha”.

No entanto, para além de imprecisões quanto à altitude a que se encontra o Miradouro da Eira do Serrado, falta inúmeros informações aos turistas e, até mesmo, aos residentes. Aliás, conforme aponta Raimundo Quintal, a placa no local encontra-se ilegível.

“Se nesta região o turismo fosse tratado com profissionalismo, naquele miradouro (onde às vezes as nuvens não permitem ver o Curral das Freiras) existia uma boa infografia para o visitante ler e interpretar a paisagem natural e humanizada. Mas como nesta ilha o turismo é uma brincadeira de estudante, o placar que está no miradouro é uma vergonha. Devido à erosão do tempo já nada diz”.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”]

Pin It on Pinterest