PS não admite que o Porto da Cruz seja “vazadouro”

Socialistas exigem que a Câmara de Machico não torne o Porto da Cruz num vazadouro de terras e lixo.

José Manuel Sebastião, coordenador do Partido Socialista no Porto da Cruz denunciou hoje uma situação que considera lamentável por parte da autarquia de Machico. “Queremos denunciar este vazadouro atrás de nós, porque neste momento, o Porto da Cruz, além de abandonado, está a servir de vazadouro das terras e do lixo produzido no concelho de Machico e em vários concelhos. Felizmente ontem, para o Porto da Cruz, o senhor presidente da Câmara sabendo que o PS vinha aqui mandou os bombeiros lavarem esta rua”, denunciou. O porta-voz da iniciativa socialista explicou que a referida rua já estava suja há três semanas e foi preciso o PS vir aqui para esta rua ser limpa”.

Os socialistas dizem que o “Porto da Cruz parece que está a sofrer das sete pragas do Egipto” porque a autarquia e o Governo Regional não ligam nenhuma aquela freguesia.

“A autarquia de Machico que está eleita há 12 anos ainda não fez nada pelo Porto da Cruz e o Governo Regional, nos últimos oito anos, fez promessas eleitorais as quais só cumpriu 10% . Este PSD descobriu agora as trutas do Porto da Cruz em vez de estar preocupado com os problemas do Porto da Cruz”, criticou.

José Manuel Sebastião aconselhou o executivo “a tomar juízo ou a ir para o olho da rua”, atirou, acrescentando que em 12 anos não há uma única obra da autoria da Câmara Municipal de Machico na freguesia do Porto da Cruz.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”][fbshare type=”button”] [twitter style=”vertical” float=”left”]

 

Pin It on Pinterest