Empresários são “pilar de sustentação”

Jardim diz que uma das prioridades do Governo é regularizar as dívidas com as empresas.

IMG_1728O presidente do Governo Regional, Alberto João Jardim, começou a sua intervenção no Dia do Empresário, uma iniciativa da Associação Comercial e Industrial do Funchal, com um agradecimento a todos os empresários que, numa conjuntura difícil e sujeitos às implicações do Plano de Ajustamento Financeiro e Económico (PAEF), foram um “pilar de sustentação” para a economia regional. O governante lembrou, neste contexto, que, para além dos problemas criados pela República, existem “empecilhos internos” que têm travado o desenvolvimento e os interesses autonómicos.

E, perante uma plateia de empresários das mais variadas áreas, Jardim acrescentou que uma das prioridades do Governo Regional é regularizar os pagamentos com as empresas, mas que “ainda não recebemos o total que nos é devido” no âmbito do PAEF. A dívida criada não é, ainda assim, e no seu entender, motivo para arrependimento. Pelo contrário. “A dívida da Madeira seria praticamente nada se tivesse sido cumprida a Constituição”, nomeadamente naquelas que são as obrigações do Estado para com a Região ao nível da saúde e da educação.

No seu discurso, o governante voltou a insistir numa mudança de regime político em Portugal, dizendo que só assim vamos sair da “cepa torta” e evitar novas crises. De igual modo, tal como a presidente da ACIF, Cristina Pedra, sublinhou que a revisão constitucional é imprescindível.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”] [fbshare type=”button”]

Pin It on Pinterest