Principais produções agrícolas da Madeira sobem 30%

Na Festa da Cereja, Manuel António Correia mostrou-se satisfeito com a evolução do sector agrícola na Região.

festa cerejaAs principais produções agrícolas da Madeira subiram cerca de 30% em quantidade e também em valor. Esta tarde, no decorrer de mais uma Festa da Cereja, na freguesia do Jardim da Serra, o secretário regional do Ambiente e dos Recursos Naturais, Manuel António Correia, mostrou-se satisfeito com a evolução do sector agrícola na Região, fruto do trabalho dos agricultores, das ajudas das entidades públicas, mas acima de tudo do saber fazer que vem de séculos.

“A prova disso é que neste ano de 2014, comparando com os anos anteriores, estamos com grandes crescimentos. As principais produções agrícolas da Madeira, como seja a banana, a venda de Vinho Madeira ou a cana sacarina, subiram todas cerca de 30% na sua quantidade e no rendimento gerado ao agricultor. Isto é um êxito extraordinário porque subir 30% numa atividade económica não é para todos, é para os agricultores da Madeira a quem saúdo e agradeço o excelente trabalho que fazem”.

No seu discurso, o governante garantiu que o Governo Regional, em colaboração com a Câmara Municipal de Câmara de Lobos e restantes autarquias, vai trabalhar nas infraestruturas para que a atividade agrícola seja menos penosa. Nas Romeiras, em concreto, vai nascer mais um caminho agrícola.

O presidente da município, Pedro Coelho, lembrou que “não há muito dinheiro”, mas que a prioridade continuam a ser as pessoas e as pequenas obras que “melhoram a qualidade de vida das pessoas”. Sendo que com o alargamento e pavimentação de veredas as zonas altas do concelho estão melhor servidas. “Daqui a quatro anos, eu e a minha equipa não queremos ser lembrados porque fizemos vinte, quarenta ou cinquenta obras, queremos é encontrar Câmara de Lobos melhor”.

Na ocasião ficou ainda um desafio para que a Junta de Freguesia do Jardim da Serra registe, no Instituto Nacional de Propriedade Industrial, o “Jardim da Serra como capital da cereja em Portugal”.

[fblike style=”standard” showfaces=”false” width=”450″ verb=”like” font=”arial”] [fbshare type=”button”]

Pin It on Pinterest