Saldo do SNS agravou-se para 372 milhões de euros em 2015

O saldo de conta do Serviço Nacional de Saúde (SNS) agravou-se para 372 milhões de euros em 2015, apontam dados da Administração Central do Sistema de Saúde (ACSS). Segundo o documento, o SNS “apresenta em Dezembro de 2015 […] um saldo de -371,8 ME, que compara com um saldo de -248,9 ME registado em igual período do ano anterior”.

A despesa até Dezembro totaliza 9.025,3 milhões de euros e regista, face a igual período do ano anterior, um aumento de 153,3 M Euro (+1,7%), sobretudo por causa da aquisições de produtos farmacêuticos (medicamentos), produtos vendidos em farmácias, meios complementares de diagnóstico e terapêutica, parcerias público-privadas e despesas de capital.

As despesas com pessoal (que representam 38% da despesa do SNS) registam um ligeiro aumento de 2,4 milhões de euros (+0,1%) face ao período homólogo, apesar da reposição de 20% dos cortes nos salários no ano de 2015.

Relativamente aos fornecimento e serviços externos, os encargos com os hospitais em Parceria Público-Privado (PPP) ficaram em Dezembro nos 448,7 milhões de euros, um aumento de 19,2 milhões (+4,5%).

Os meios complementares de diagnóstico e terapêutica (e outros sub-contratos) registaram face ao período homólogo um aumento da despesa de 41,6 ME (+3,7%).

Pin It on Pinterest