Bastonário dos médicos espera “grande adesão”

O bastonário da Ordem dos Médicos, Miguel Guimarães, espera que a greve dos médicos marcada para os próximos três dias “tenha uma grande adesão”. Em declarações à agência Lusa, hoje, Guimarães avisou o Ministério da Saúde que a greve é “apenas um grito de alerta e um primeiro passo”.

“A greve é apenas um primeiro passo que os médicos podem dar, têm outras possibilidades que podem ter mais força que a própria greve”, afirmou o bastonário. A denúncia de irregularidades e deficiências no Serviço Nacional de Saúde (SNS) é uma outra forma de manifestar o descontentamento dos profissionais, segundo Miguel Guimarães.

“O estilo da Ordem não tem sido denunciar irregularidades, tem sido denunciar deficiências. Mas também se podem denunciar irregularidades”, avisou.

Sobre a greve hoje iniciada, Miguel Guimarães diz esperar que o protesto tenha como consequência fazer com que “o ministro da Saúde se passe a interessar mais pela saúde dos portugueses e que valorize mais o seu pelouro dentro do Governo”.

O bastonário reforça que a situação do SNS se tem degradado ao longo dos últimos anos e, embora não sendo apenas uma responsabilidade do actual Governo, considera que este executivo nada tem feito para reverter a situação.

Pin It on Pinterest